Josina Nunes Drumond
Pós doutora em Literatura Comparada, pela UFMG,Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP e Mestre em Estudos Literários, pela UFES. É Pós-graduada (latu sensu) em Arte e Cultura Barroca pela Universidade Federal de Ouro Preto e em Literatura de Língua Portuguesa, pela UFES. Tem três graduações: Letras pela UFMG, Lingua, Literatura e Civilização Francesas, pela Université de Nancy (França) e Artes Plásticas pela UFES.
Autora de vários livros, Jô Drumond tem artigos, contos, crônicas, poemas e ensaios publicados em antologias, jornais, revistas de pós graduação, anais de congressos e na internet.
É tradutora juramentada do Estado do Espírito Santo. Membro da diretoria da Academia ES de Letras e da Academia Feminina de Letras do ES. É membro também do Instituto Histórico e Geográfico do espírito Santo, da Academia Feminina Mineira de Letras, do Conselho Estadual de Cultura e do Comitê da Aliança Francesa de Vitória.

30.000 MORTES CAUSADAS POR FAKE  NEWS

Uma longa, penosa e custosa guerra civil desencadeada em Canudos, no final do século XIX, no sertão da Bahia, foi provocada por boatos infundados...

FAKE NEWS E AS ELEIÇÕES DE 2018

As fake news podem influenciar as eleições de 2018? Infelizmente, sim. Tanto é que diversos veículos brasileiros de mídia se uniram para monitorar essa questão. As...

Mais artigos

DIFERENÇAS CULTURAIS ENTRE BRASIL E JAPÃO

Hábitos e costumes de qualquer sociedade, ou seja, seus aspectos consuetudinários, variam no tempo e no espaço. Algo que é aceito em certas épocas...

A Sinagoga de Budapeste

Pela primeira vez, entrei em uma sinagoga, na Hungria. Na porta de entrada, eram fornecidos kippats (cone branco, de papel, contendo a estrela de...

COPA DO MUNDO – COMOÇÃO NACIONAL

O clima da Copa, em 2018, remeteu-me a lembranças de Copas passadas. A primeira, bem nítida em minha memória, foi a de 1970, no...

JEITINHO BRASILEIRO OU LUSITANO?

Desde crianças, ouvimos piadas de portugueses, que os caracterizam como patetas, distraídos ou pouco inteligentes. Depois de ter passado uma temporada em Portugal, convenci-me...

ALEGORIAS NO SERTÃO MINEIRO

Em fevereiro de 2018, desloquei-me de carro, de Vitória até Guimarânia, a terra dos Guimarães (MG), num percurso de mais de mil quilômetros, para...
FacebookCurtir
TwitterSeguir
YoutubeInscrever