Prefeito de Ipatinga confirma início das aulas para 5 de fevereiro

1
121

Decisão do gestor público foi tomada após uma assembleia da AMM em Belo Horizonte, onde a maioria dos municípios mineiros optou por adiar o início do ano letivo para 11 de março

 O prefeito Nardyello Rocha confirmou na tarde desta segunda-feira (21) que o início do ano letivo em Ipatinga ocorrerá no dia 5 de fevereiro, conforme previamente estabelecido pela administração municipal. Em uma assembleia da Associação Mineira de Municípios (AMM) realizada nesta segunda, na sede do Crea-MG em Belo Horizonte, a maioria dos municípios mineiros optou por adiar o inicio das aulas para o dia 11 de março, em virtude da continuidade das  retenções de verbas constitucionais por parte do governo Romeu Zema.

A atual dívida do Estado com o município de Ipatinga referente ao Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) é de mais de R$23 milhões. Este recurso é utilizado para o custeio da área da educação. Nardyello explica que embora a maioria das cidades tenha optado pelo adiamento das aulas, ficou estabelecido que as particularidades de alguns municípios seriam respeitadas. “Ipatinga tem as suas particularidades, e adiar o início do ano letivo não trará economia para o município. Isto porque o quadro de contratados já está sendo substituído pelos concursados. No caso de Ipatinga, esta economia é uma realidade diferente, e adiar as aulas para 11 de março é prejuízo para os alunos, pais, professores e os a transportadores escolares”, esclarece o prefeito de Ipatinga.

Nardyello:  “Calendário Escolar de 2019 será mantido”

Após participar da assembleia da AMM nesta segunda-feira, o prefeito de Ipatinga frisou que o calendário escolar de 2019 será mantido conforme previamente anunciado pela administração pública. Nos dias 28 e 29 de janeiro acontece a capacitação do corpo docente das escolas. No dia 1º de fevereiro será a apresentação dos professores. A aula inaugural está marcada para o dia 4 de fevereiro e o início das aulas no dia 5.

“Analisei friamente a situação de Ipatinga e não entendo isso como uma insubordinação à decisão da AMM. No dia 5 de fevereiro as nossas crianças voltam às aulas. Estou simplesmente observando a particularidade da nossa cidade e quero acreditar que o governo Zema vai voltar a repassar os recursos em dia, mas ainda que isso não aconteça nós iremos iniciar o ano letivo e, se Deus quiser, iremos ter um ano de êxito na educação da nossa cidade”, concluiu Nardyello, que enfatizou ainda o fato de Ipatinga ter ampliado expressivamente o número de alunos na escola em tempo integral, saindo de 1.200 em 2018 para 5.500 em 2019.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA