Prefeitura de Ipatinga inaugura moderna escola em espaço do antigo Game

0
34
Com investimentos de R$ 5,8 milhões, a nova escola já acolhe 330 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental

Sonho de vários anos e instalada em área de orfanato fundado na década de 60, instituição é uma referência em termos de modernidade e sustentabilidade

 Mais um passo importante foi dado pela atual administração de Ipatinga para a melhoria da estrutura educacional do município, nesta quinta-feira (7), com a inauguração da Escola Ary Malta, na região do Game, no bairro Iguaçu. Superando uma série de revezes na obra verificados nos últimos anos e que impediam a conclusão das instalações do estabelecimento de ensino, a comunidade finalmente recebeu o benefício, numa cerimônia marcada por grande emoção. “Foi um compromisso que fizemos quando ainda éramos prefeito interino, e que agora estamos concretizando”, ressaltou o prefeito Nardyello Rocha.

O prefeito Nardyello Rocha reafirmou que, visando proteger o patrimônio, o governo municipal se prepara para oferecer segurança armada nas escolas

A escola fica localizada na rua Frederico Ozanan, 315, e substitui antigas edificações que, arruinadas ao longo de várias décadas, caíram em desuso. Na mesma região funcionava, nos primórdios da cidade, o Ginásio de Assistência ao Menor (Game), nome pelo qual se convencionou chamar todo o núcleo habitacional no entorno.

A nova estrutura física, que requereu investimentos de R$ 5,8 milhões, comporta 330 alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Entre outros fatores, os modernos conceitos de construção empregados fazem da escola uma referência em aproveitamento de recursos naturais.

Além de autoridades do Executivo e do Legislativo, a solenidade de inauguração contou a presença de pais, alunos, professores, diretores, ex-diretores e várias lideranças comunitárias. O prefeito Nardyello Rocha descerrou a placa de inauguração do lado do presidente da Câmara, Jadson Heleno, e da secretária municipal de Educação, Eva Sônia. Também estavam presentes o secretário de municipal de Obras, José Maria Ferreira; os vereadores Wanderson da Autotrans, Cassinha Carvalho e Osimar Barbosa, o Masinho, autor da lei que deu nome à escola.

Em seu discurso, o prefeito lembrou que a inauguração da escola acontece apesar das sérias dificuldades econômicas vividas pelo município em função de uma imensa dívida do Estado relativa ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O Fundo é responsável pelo custeio da educação, inclusive pagamento de profissionais da área, e o débito acumulado pelo governo de Minas ultrapassa a casa dos R$ 23 milhões. “Mesmo com todas as adversidades que enfrentamos atualmente, estamos entregando uma escola de nível internacional, com dois complexos, um para crianças de dez meses a três anos e outro voltado para estudantes entre quatro e cinco anos de idade. Trata-se de uma estrutura sofisticada e confortável. Eu sempre digo que tudo o que se faz em favor da Educação não é gasto, mas investimento, porque estamos construindo um futuro melhor para milhares de pessoas e contribuindo para termos uma cidade cada vez mais ordeira e civilizada”, disse o prefeito, reafirmando ainda que irá reforçar a proteção aos patrimônios públicos com a introdução de segurança armada.

“Nesse contexto, as escolas também terão uma segurança especial. Nós já estamos em fase final do processo licitatório”, adiantou, lembrando que “o patrimônio não é nosso, mas do povo, e cabe a nós ainda assegurar maior tranquilidade ao trabalho desenvolvido nestes locais. Infelizmente, em alguns casos verifica-se até mesmo a presença de pessoas que procuram o ambiente escolar para desencaminhar as nossas crianças, cooptando-as para o mundo do crime”, lamentou.

 Estrutura

A Escola Municipal Ary Malta foi construída com recursos próprios do município. É a primeira unidade escolar de Ipatinga totalmente adaptada para a permanência de todos os alunos em tempo integral. Além de espaços como salas de aula, berçário, brinquedoteca, refeitório, cozinha, banheiros, laboratório de informática, quadra coberta, campo de futebol e parquinho infantil, a instituição conta com área de convivência, vestiários e salões multiuso com parede retrátil (divisórias articuladas que possibilitam o aumento ou diminuição do espaço conforme necessidade de uso para desenvolvimento das atividades pedagógicas, artísticas e culturais da Educação em Tempo Integral).

“Os nossos alunos poderão desenvolver atividades diferenciadas. É uma escola com espaço amplo para que essas oficinas sejam realizadas. E os pais poderão projetar a assistência aos seus filhos em longo prazo, colocando-os no berçário e mantendo-os conosco no mesmo educandário até os 11 anos de idade”, enfatizou a secretária municipal de Educação, Eva Sônia.

Para atender a lei de acessibilidade, todos os espaços são totalmente adaptados para pessoas com deficiência, e a escola ainda possui uma plataforma elevatória opcional para o segundo pavimento de um dos módulos. Outro importante diferencial é que o educandário é dotado de moderno projeto ecológico-ambiental que contempla a captação de energia solar para aquecimento dos chuveiros. As torneiras possuem reguladores de água.

 Incluindo a área verde, todo o complexo ocupa um total de 22 mil metros quadrados, sendo que a construção compreende 1.837 metros quadrados apenas no setor de Educação Infantil. O segundo bloco, com 1.500 metros quadrados, é dividido em dois andares.

 Ary Malta

A Escola Municipal recebeu o nome de um pioneiro da radiofonia no Vale do Aço durante os anos 60. Ary Malta foi um dos fundadores e primeiro presidente do antigo Ginásio de Assistência ao Menor (Game), fundado em 1966. Na década de 2000, o orfanato foi desativado e passou a receber alunos de instituição de ensino por um longo período. As antigas instalações foram demolidas em 2015 e durante dois anos os alunos estudaram em um prédio alugado. Enquanto as obras se desenvolviam, estudantes chegaram a ser remanejados para três escolas municipais diferentes no bairro Iguaçu (Reino Encantado, Altina Olívia Gonçalves e Maria Barnabé). Hoje a escola está totalmente preparada para receber alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental, sonho que segundo a atual diretora da escola, Andréa Cristina Sanches, agora transformado em realidade, chega a ser difícil de acreditar.

“Essa conquista representa uma luta de anos da comunidade em construir uma escola confortável e sustentável para nossos alunos. Muitos nem acreditavam que isso pudesse acontecer. Eu estou emocionada porque os benefícios são grandes para toda a comunidade”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA